30 de nov de 2012

Banda à Parte (1964)


Dirigido por Jean-Luc Godard, o filme é uma adaptação da novela “Ouro dos Tolos” (Doubleday Crime Club, 1958), escrito por Dolores Hitchens. Os filmes de Godard dos anos 1960 eram desafiadoras experiências do cinema francês e contrárias à ditadura de longa data de Hollywood. Em uma entrevista de 1964, o diretor afirmou: "Este filme foi feito como uma reação contra algo que não foi feito e o meu desejo de mostrar que nada está fora dos limites”.

Na história, Odile (Anna Karina) fala aos amigos Arthur (Claude Brasseur) e Franz (Sami Frey) que vive com sua tia Victoria nos arredores de Paris. Na casa também mora um inquilino Sr. Stoltz que guarda uma grande quantidade de dinheiro. Franz e Arthur convencem-na a ajudá-los na realização de um assalto em sua própria casa.

“Banda à Parte” tem elementos de comédia, de tragédia, sobre amizade, um assalto, romance, um exercício de estilo e se tornou um hino para filmes B e filmes de gangsters americanos. É "cinema puro", isto é, pura invenção, mas, ao mesmo tempo, é uma série de cenas fantasiosas ligados por uma trama simples.

Mas em vez de conduzir os personagens diretamente para o objetivo (o assalto), na trama surgem aventuras aleatórias. Eles dirigem pelas ruas no inverno parisiense, fumam, bebem Coca-Cola, usam o metrô e tentam realizar o passeio mais rápido da história ao Museu do Louvre (foto ao lado). Essa cena antológica foi depois repetida em “Os Sonhadores”.

O filme também inclui momentos de reflexão. Em um ponto, os personagens sentam em um café e, de tédio, decidem observar um minuto de silêncio: surpreendentemente, o filme fica em silêncio durante um minuto inteiro.

A Paris de Godard é fria e escura. A fotografia de Raoul Coutard confere um estilo arrojado e melancólico. Paris da solidão que limita os seus sonhos de fuga para assaltos e relacionamentos mal concebidos. É um dos melhores trabalhos de Godard e que dá nome à produtora de Quentin Tarantino.

Mas a cena mais alegre do filme é a dança improvisada com a música vinda de um jukebox em um café (foto acima). Os personagens dançam e revelam que estão presos em suas próprias esferas. Por isso a obra se chama “Banda à Parte”.

Banda à Parte (Bande à part, 1964)
Direção: Jean-Luc Godard
Roteiro: Dolores Hitchens (novel) e Jean-Luc Godard
Elenco: Anna Karina, Claude Brasseur e Sami Frey.

Trailer:

Leia Mais >>

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO